quarta-feira, 13 de julho de 2016

Querelle de Brest


O fruto do meu desespero
É cor de cinza
Castanho
Como meu primeiro grito
Porém em seu interior
Feito mofo
Tem uma cor indefinida
Brumosa, feita de argila

O fruto do meu desespero
É cor de cinza-castanho
Como meu primeiro grito
Tem uma cor indefinida
Feito bruma
Como mofo me unto à argila
Do fruto do meu desespero
Uma mão eriça


Raphael Vidigal

Pintura: Obra de Paul Cadmus. 

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO