quinta-feira, 14 de julho de 2016

Ode a Ingmar Bergman


Aqui
Escuro e só.
Sentado sobre minhas angústias.
Neste holograma indefinido
Da minha passagem por este mundo.
Como canela no leite morno

Raphael Vidigal

Imagem: cena do filme "Luz de Inverno", de Ingmar Bergman.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO