quarta-feira, 13 de julho de 2016

Gêmeos


O poema invade
O poema extorque

O poema é janela
O poema é porta

O poema suspira
O poema tosse

O poema escapole
O poema espanta

O poema tem ponto
O poema tem ponta

O poema tem peito
O poema tem bunda

O poema geme
O poema janta

O poema é oral
O poema tatua

O poema é anfíbio
O poema é pássaro

O poema voa
O poema pula

O poema perece
O poema espuma

O poema é vermelho
O poema é laranja

O poema é pêssego
O poema é manga

O poema é camisa
O poema é tanga

O poema é força
O poema é distância

O poema é China
O poema é roça

O poema é pelego
O poema é panda

O poema tem bile
O poema tem bula

O poema obedece
O poema burla

O poema é chute
O poema é firula

O poema chora
O poema canta

O poema singra
O poema sangra

O poema é uma puta
Mas age como santa

Raphael Vidigal

Pintura: Obra de Salvador Dalí.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO