sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Todos os caminhos levam ao mesmo lugar (ou Lewis Carroll)


Mato sem cachorro;
Sinuca de bico;
Beco sem saída;
Despedida sem porto.


Raphael Vidigal

Imagem: foto do escritor e matemático britânico Lewis Carroll

Florbela Espanca


Romance do poeta romântico
Piada do poeta histriônico
No túmulo a comédia e o drama
Embalam o cântico dos cânticos!


Raphael Vidigal

Imagem: foto da poetisa portuguesa Florbela Espanca. 

Mimeógrafo


É preciso aceitar o mistério dos poemas.
Estéreo mono on off asilo
A formiga com suas antenas vermelhas
As baratas com suas antenas vermelhas
Os cachos de banana de antenas azuis
Preciso apalpar o adultério do sistema
E Magritte, e Chagall, e Claude Debussy
Que se entendam com Ana Cristina Cesar
((entrelace)) nos dígitos do


Raphael Vidigal

Imagem: foto de um mimeógrafo. 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Ódios


Nunca detestei tanto
A geometria
Quanto a matemática.
Até que apareceu
A física
No meu caminho.
E a química
Fazendo a sala.
Continuava detestando
A geometria
E a matemática.
E a elas se juntaram
A física e a química.
Esse quarteto do balacobaco!


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Miró.  

Pergunta gaiata


Miava.
E estava viva.
Tinha uma cauda comprida.
Se assoprasse com a boca emitia um som.
Era uma gata ou gaita?
A cor era mesclada.


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Miró. 

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Manoel de Barros


Simples, s. m. : característica pessoal;
sem luxo, tosco;
estado de espírito.


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Paul Klee. 

Goya


Talvez se fosse Deus um ser sem compromisso,
um pássaro azul.
     Pintar um céu sem risco.
Querer um,

                        quem vai?

Raphael Vidigal

Pintura: obra de Goya.  

Solidão


Uma Graaaaaaaande Solidão
Uma SOLIDÃO tão pesada que nem cabia na palma da mão
Uma Solidão tão inata que só se sabia Solidão
Uma Solidão construída
Uma Solidão apresentada
Uma hábil e espessa
SOLIDÃO
Que ao final dos dias
Esperava os aplausos
Que não haviam pra solidão
Então puxou um cigarro, reclamou um isqueiro
Que também não havia para a solidão.

Raphael Vidigal

Pintura: obra de Edward Hopper. 

Gelo


Está ficando frio.
Estou ficando frio.
O gelo dos meus olhos.
Dos meus dentes, do meu nariz.
O gelo. O gelo das veias azuis.
O gelo do sangue amarelo.
O gelo. Todos o reconhecem.
O gelo e sua mão de verniz.
E sua sentença.
O olhar que lança para suas vítimas.
Que já o esperam.
A morte é o gelo.
Infantil...


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Marc Chagall. 

Das ondas


Muito barulho por nada;
Tempestade em copo d’água.
Muito barulho por água;
Tempestade em copo de nada.

Raphael Vidigal

Pintura: obra de Picasso. 

Cactos


Meu mundo não é cor de rosa;
Meu mundo não é verso e prosa.
Meu mundo é cimento e asfalto.
Meu mundo, te juro, tem fome;
Meu mundo é gorila, não é King Kong.
Meu mundo é real e palpável
neste papel que eu amasso.


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Van Gogh. 

Doce


Estou simples.
Estou humilde.
De uma humildade tão pura
como a vida.
De uma doçura incomum,
para mim.


Raphael Vidigal 

Pintura: obra de Renoir. 

Poema erótico para uma moça imaginária


Eu não estou nem aí para “o rugido das ruas”.
Para o pedido de impeachment da Presidente.
Porque Raquel me acolhe. Porque Raquel me deflora.
Porque Raquel me plange. Porque Raquel me enternece.
Porque Raquel me engole. Porque Raquel me apavora.
Porque Raquel tem os olhos moles. Porque Raquel tem os seios duros.
No colo de Raquel eu me torno um anjo.
No ventre de Raquel eu me torno um fungo.


Raphael Vidigal

Ilustração: obra de Carlos Zéfiro. 

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Lições de vida



ser humilde como um cão;
beijar a vida como uma cigarra;
construir a casa como o castor;
amar sobre todas as coisas como uma cigarra;

estar atento à morte como os corvos e os urubus.

Raphael Vidigal

Pintura: obra de Hieronymus Bosch. 

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Metáforas ou François Truffaut



Os amigos o chamavam de macaco velho.
No trabalho era conhecido como leão de chácara.
Para os inimigos era um lobo em pele de cordeiro.
Mas a esposa jurava que era um doce.


Raphael Vidigal

Imagem: foto do cineasta francês François Truffaut. 

,



Eu sou um bêbado, e daí?

A poesia está aí pra isso.

Raphael Vidigal

Imagem: foto do poeta francês Charles Baudelaire. 

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Semântica



Cuca fresca
Cabeça dura
Miolo mole.

Água mole
Em pedra dura
Até que bole.

Cuca dura
Cabeça frouxa
Miolo doura.

Água dura
Em pedra mole
Até que molda.

Cabeça miolo cuca
Pedra água escultura.

Pixo graffite arte
Van Gogh Rembrandt esgoto.


Raphael Vidigal

Imagem: arquivo pessoal. 

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO