quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Provérbio Árabe:


Semiótica:
Tudo não quer dizer Tudo.
Nada não quer dizer Nada.

“Os cães ladram – pessoas públicas e lugares privados.” Truman Capote

“Para falar ao mundo, fale de sua aldeia.” Dostoievski

“Nosso velho Ford, um Ford do sonho americano dos anos 30, aquele antiquado símbolo da prosperidade do irmão implacável do norte, passava pipocando entre eles e sumia numa nuvem de poeira.” Jack Kerouac

“As coisas confundem as pessoas.” Raphael Vidigal

“Politicamente sou mais John Lennon que Chico Buarque.” Cazuza

“O Brasil é tão paradoxal que de repente podemos virar um país fundamentalista porque a ignorância é vizinha da maldade.” Miguel Falabella

“Império Carnavalizante.” Raphael Vidigal

“Essa ficção barata da felicidade moribunda, podre, mijada, essa imagem aprimorada da brasilidade enlatada que é boa pra todo mundo.” Cronicamente Inviável Sérgio Bianchi

“Preguiça da burrice é um pecado original, certo?” Raphael Vidigal

“Em geral o homem só é sociável na medida em que for intelectualmente pobre e ordinariamente vulgar.” Arthur Schopenhauer

“O brasileiro se ufana de sua própria precariedade.” Lobão

“A história do homem é James Joyce.” Raphael Vidigal

“Solitário como a própria América, um som visceral sob o manto da noite.” Jack Kerouac

“Vagabundos iluminados. Todos James, Deans...
Todos. Delinqüentes juvenis.” Raphael Vidigal

“Não se balança. Simplesmente cansa.” Raphael Vidigal

“Normalidade é uma ilusão imbecil e estéril.” Oscar Wilde

“Fogueira das Vaidades além de filme é um belo alarme.” Raphael Vidigal

“Corno é aquele que acha que nunca foi traído.” Charles Chaplin

“E (p)reza por isso.” Raphael Vidigal

“A comédia é a melhor maneira de dizer a verdade às pessoas. Melhor até do que a carta anônima. (risos) Você ri, mas depois alguma coisa começa a te incomodar.” Miguel Falabella

“Porque será que a gente tem essa facilidade em enjoar um do outro? Sem rancor.” Raphael Vidigal

“Legalize já, legalize já, uma erva natural não pode te prejudicar.” FHC, Sociólogo

“Parece cômico, mas é trágico.” Raphael Vidigal

“Não é por isso que os imbecis precisam se passar por loucos idiotas.” Raphael Vidigal

“Vidinha:
O mais triste de um passarinho engaiolado é que ele se sente bem...”
Mario Quintana

“Sempre faz as pessoas rirem quando elas sentem vontade de chorar; e sobra uma sensação curiosa de que ele vai chorar por você, quando tiver ido embora.” Truman Capote

“A ignorância é vizinha da maldade.” Do Espírito Renato Russo

“Estou cheio de reducionismos.” Raphael Vidigal

“Só...numa multidão de amores.” Maysa

“Os cães ladram e a caravana passa.” Provérbio Árabe

“Feira das Vaidades além de filme é um belo alarme.” Raphael Vidigal

“Seu papel profissional é a ilusão mais real de sua vida ilusória.” Truman Capote

“Império Carnavalizante.” Lobão

“Ainda quero errar mito (s). Não quero ninguém me dizendo o quanto é fácil ser feliz.Ando um pouco fora dessa cultura de sair pra se dar bem.Quero me dar muito mal.Conhecer gente que saiba falar e me humilhar.” Raphael Vidigal

“Sentou-se num canto junto com uma turma de garotos suados e meninas com o cabelo desgrenhado, e simplesmente não deu a menor bola para eles. Olhou para o chão e chorou. Era o maior.” Jack Kerouac

“Pior do que a tristeza está a alegria de ser infeliz.” Raphael Vidigal

“Politicamente sou mais Lobão que Caetano Veloso.” Raphael Vidigal

“A ignorância é vizinha da maldade.” Provérbio Árabe

“Maconha é puro marketing, curto mesmo é uma cervejinha.” D2, ex-presidiário.

“Em termos de experimentação da forma sou mais Caetano Veloso que Lobão.” Raphael Vidigal

“Samba é a tristeza que balança.” Vinicius de Moraes

“Porque o bobo da corte sempre ri. (?)” Raphael Vidigal

“Quase desfalece em soluços, com urgência ele tem que se transformar numa coisa que pode ser vista e ouvida senão ele ficará só, tem que se transformar em compreensível senão ninguém o compreenderá, senão ninguém irá para o seu silêncio, ninguém conhece se ele não disser e conta, farei tudo o que for necessário para que eu seja dos outros e os outros sejam meus, pularei por cima de minha felicidade real que só me traria abandono, e serei popular, faço a barganha de ser amado, é inteiramente mágico chorar para ter em troca : mãe.” Clarice Lispector

“Os cães ladram e a caravana passa.” André Gide

Tudo por ser tudo.
Nada pode ser nada.

Raphael Vidigal

domingo, 9 de agosto de 2009

Doce Vagabundo:


Toda rebeldia deveria ser irresponsável.

O doce vagabundo Jack Kerouac.

A serpentar pelas correntes de vento, concreto, areia, pó e cimento.
Pergunte ao pó.
É a única e verdadeira história de amor que já ouvi.
Há em sua essência aquilo que é o destino de toda e qualquer história de amor, da chula à refinada : o fim.

Caetano Veloso me disse : “As garras da felina me marcaram o coração. Mas as besteiras de menina que ela disse, não.”
Nunca ouvi algo tão cruel assim.
Esse verso é de uma crueldade que dói na carne.
Mas afinal de contas as únicas coisas certeiras da vida são a verdade e a crueldade.
Entre elas não há nenhuma diferença.
Exceto que a crueldade dói rápido.

Outro dia vi uma moça inteligente da TV dizer isso: “A vaidade emburrece. Você perde o olhar do outro.”

Fernanda Young o nome dela.
Estou cada vez mais moralista. Mas isto é verdade.
Não foi inventado ainda discurso mais moralista que o da verdade.
Exceto o da honestidade.
O discurso da honestidade é de uma incompreensão admirável.
Isso qualquer um, qualquer Neal Cassady, qualquer Dean Moriarty sabe.
Ser honesto parece status.
Porsche, Peugeot, Ferrari. Quantos cavalinhos você tem?
Todo mundo pára.
Eu olho os dentes.

As pessoas têm muito medo de não conseguir encher suas porcas vidas.
Para isso inventam importâncias para tudo: amizades, amores, escola, vestibular, consciência, verdade, carros.
“O grande problema da sociedade ocidental é que ela chora a perda do carro, da casa. Eu brinco com o carrinho, com a casa, mas não ligo para nada.” Miguel Falabella
Esse cara sabe o que fala.

O amor também não vale nada.
“O mundo inteiro abria-se à minha frente, porque eu não tinha sonhos.” Jack Kerouac
Algumas pessoas tem a mania cínica de confundir cinismo com romantismo.
Eu sempre acredito no cínico.
Me divirto com uma boa dose de champanhe regada à “cineromantismo.”
Você faz um filme.

Tudo sobre minha mãe é um filme cínico e lindo!
Almodóvar é um gênio cínico.
E é difícil conter um gênio.
Fabrício Carpinejar, outro gênio cênico. E cínico.

Deus também tem medos.
Transexuais, homossexuais masculinos são mulheres que Deus não assumiu.
O contrário segue o mesmo enredo.

Essas pessoas que me perguntam ´quem sou eu` ?

Excessivo, abusivo, rimativo romantismo

Na dor
No amor
No frio
E no calor...

Eu sou cínico!
(Essa agressividade é só disfarce)

“Amarguras, recriminações, conselhos, moralidade, tristeza – tudo lhe pesava nas costas, enquanto à sua frente se descortinava a alegria esfarrapada e extasiante de simplesmente ser.” Jack Kerouac

Quem inventou eu foi isso.

Sal Paradise, Marylou, Dean Moriarty (O Anjo Desamparado, o vigarista sagrado) conhecem o mundo através da estrada. Para mim é muito mais interessante conhecê-lo em casa. Musicalmente falando, é claro.
“A estrada é a vida”, Kerouac.

Mas e agora?
Quantas sombras me perseguem agora?
Peter Pan é a estória mais triste da história.
O drama maior.
O que não mata me subestima.
E o que não me subestima me mata.
Não é fácil aceitar essa gente...
(Alimento o que desprezo)
É raro encontrar gente.
(Desprezo o que alimento)

Duro é se contentar com esse povinho mecânico.

The dream is over mas eu prefiro dizer que te amo.
Porque eu sempre tive essa dificuldade em lidar comigo. Com a minha própria arte.

O doce vagabundo.

É muito fácil gostar de mim. Muito fácil.
Quero ver você entender o que eu faço.

A flor amarela que recai sobre a cabeça do Pato Donald em minha memória infantil e afetiva são os mesmos doze girassóis da jarra de Van Gogh.

Quase ninguém percebe.

“Queria tanto que alguém me amasse por alguma coisa que escrevi.” Caio Fernando Abreu

Raphael Vidigal

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO