domingo, 3 de abril de 2016

Cristal


Líquido e certo
Redondo e claro
Não é fogo-fátuo
Nem é luz de maio

O dedo de Deus
Vem longo, vem raro
De outras províncias
De velhas ramagens

Nos toca em carícias
Nos rege em palavra
Na mão do capeta
Nos anjos do estábulo.


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Goya.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO