terça-feira, 10 de abril de 2012

Carta de suicídio:



“Como é frágil o coração humano —
espelhado poço de pensamentos.
Tão profundo e trêmulo instrumento
de vidro, que canta
ou chora.” Sylvia Plath 



A Você Que Não Me Respondeu
A-
Deus.


Raphael Vidigal

Pintura: “Girassóis II”, de Schiele. 

4 comentários:

enricows disse...

O post ficou ótimo! Gostei da parte final, e o título ficou muito criativo!
Parabéns, abraço!

Comente também:
http://enricows.blogspot.com.br/

Marília disse...

Que profundo!!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Luna Crystal disse...

Adorei o poema!