quarta-feira, 15 de junho de 2016

Desterro


Duro como pedra
Como rocha calcinada.
Por dentro, “vale de lágrimas”
Por fora a soma de nada.

Como pedra sob a chuva
De tanto e tanto lavada.
Mantém-se cinza por fora
E azul no que lhe consagra.

Azul duma escuridão.
Não do céu e nem dos mares
Assim como são as lágrimas
Das pedras cinzas na praia.


Raphael Vidigal

Pintura: Obra de Renoir.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO