quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Eis que


do dia para a noite
uma criança nasce
uma criança morre

cupido muda de alvo
do dia para a noite
a flecha do amor vira ódio

o arco do amor vira mágoa
do dia para a noite
uma criança morre

uma criança nasce
o amor revigora
estica as pernas

reabre os olhos
coça as areias
levanta da cama

do dia para a noite
a lua muda de fase
o sol se põe

o sol renasce
do dia para a noite
a esperança vira palavra

de ordem



Raphael Vidigal

Imagem: foto do dramaturgo alemão Bertolt Brecht.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO