quinta-feira, 18 de agosto de 2016

É tudo sonho...


Vem tudo da imaginação...
Da cabeça de um gigante bronco,
Que um dia bem de manhã...
Acordou inteiramente mudo.

Por não poder mais falar,
Passou a inventar mundo:
Fadas, duendes, gnomos,
Flora, fauna, minerais, sustos...

Assim feitos de sonhos...
Do algodão e das nuvens,
Às vezes somos amargos,
Noutras sentimo-nos doces...



Raphael Vidigal

Pintura: Obra de Velázquez.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO