sábado, 25 de fevereiro de 2012

Torquato Neto:


“e deu-se que um dia eu o matei, por merecimento.
sou um homem desesperado andando à margem do rio parnaíba.” Torquato Neto


De assalto
No aeroporto
Valho ticket
Sou espelho
Um homem morto

Raphael Vidigal

Pintura: “Still Life with Blue Tablecloth”, de Matisse.

Um comentário:

Guru do Metal disse...

bem curto esse

http://rocknrollpost.blogspot.com/