quarta-feira, 26 de outubro de 2016

realejo


guardo o teu beijo
como um prêmio
no meu realejo
das horas de glória

mas para os que pensam
que seja de vitória
esclareço: é ele o maior símbolo
da minha derrota

o que está vivo não
se enclaustra nem
fica preso a peito ou papel
só guardamos o que morreu

o teu beijo ainda em mim
é feito à taxidermia:
embora a pele exista aqui
o gosto há muito esvaneceu...


Raphael Vidigal

Desenho: Obra de Paul Cadmus. 

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO