sábado, 15 de outubro de 2016

Pluma


Existe um mundo só dos sonhos...
De luz disforme, e olhar acrobata...
Um lugar aonde a luz tem cheiro...
E é possível ouvir a cor dos pássaros...

Lá, aonde só chegam os inconsequentes (!)
E não se conjugam equações matemáticas (?)
O verbo é carne e o sangue é metáfora (?)
Prisma a pluma só pelo sabor do abraço!

“Em que nada é dito, mas tudo é experimentado”
– A cobra oferece a maçã –
E não existe pecado.

Existe um mundo só dos sonhos...
Criado para ser poema
,Na falta de arquiteto hábil,



Raphael Vidigal

Pintura: Obra de Modigliani.

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO