sábado, 17 de dezembro de 2011

Vestido Negrume:


“ver que ela estava vestindo uma blusa solta e uma longa saia preta que caía em cascata.” Truman Capote

Você ainda não era você para mim naquele instante
No vão da escada te vi ao alto
Bordas e lustres de euforia abajur
Acenou-me ao virar as linhas
Rodar a saia do vestido negrume
Você ainda não é você pra mim nesse instante
Quando te alcanço
E transito os dedos
Por seios imaturos

Raphael Vidigal

Pintura: “Retrato de Madame X”, de Sargent.

3 comentários:

Mylla disse...

Depois que li tive que ir atrás do nome do autor do blog só pra conferir se era dele mesmo. Digo, teu. Hahaha. Tu escreve muito bem. Sério. Parabéns!

:*

http://hey-london.blogspot.com

Guilherme Augusto disse...

Recheado de detalhes como Capote.

Cicero Edinaldo disse...

...você ainda não é você pra mim nesse instante..Gostei disso. As vezes uma roupa esconde quem realmente somos, mas as vezes ela demonstra a nossa verdadeira face, o nosso verdadeiro eu! É nesses momentos que que despertamos paixões! lindo post! sútil e delicado.
---
olá! te desejo um feliz natal! que seus próximos dias sejam repletos de paz, saúde e felicidades. Que vc possa continuar compartilhando o seu talento na blogosfera!. vc é muito talentoso! acredite!
---
blogestarcomvoce.blogspot.com