sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Felicidade:


turva felicidade
essa que se agarra às ostras
esta que se agarra às algas
ainda assim espontânea
ainda assim clandestina

“me quebrando assim como uma flor que ao nascer mal suporta se erguer e parece quebrar-se.” Clarice Lispector

Pintura: obra do artista plástico Frans Krajcberg.

Raphael Vidigal

2 comentários:

Teorias de Gi disse...

Achei linda a cição a Clarice... e a escolha da pintura muito bem!!!

Camila . disse...

Tal como a voracidade das águas de um rio urgem as estranha felicidades, não é mesmo?

http://www.papel40kg.com/