domingo, 20 de maio de 2012

Ganha-se pouco, perde-se muito:



“Mas a alma, em gotas mansas,
Chora, abismada no luto
Das minhas desesperanças...” Manuel Bandeira

Perde-se o sonho
Perde-se o sono
Perde-se o tormento

Ganha-se em troca: Dura
Realidade
Útil
Desprezível
Bitolada

Ganha-se pouco, perde-se o muito.

Leve si rasteira
Levanta
Lave
(Clave de sol, meio dia, vida meia,
amarga)

Raphael Vidigal

Pintura: “Vista de Toledo”, de El Greco. 

3 comentários:

Guru do Metal disse...

essa é boa também

Marília disse...

É bem por ai mesmo mesmo rs

Jefferson Reis disse...

Concordo em partes com a ideia da poesia.