terça-feira, 24 de novembro de 2015

Gelo


Está ficando frio.
Estou ficando frio.
O gelo dos meus olhos.
Dos meus dentes, do meu nariz.
O gelo. O gelo das veias azuis.
O gelo do sangue amarelo.
O gelo. Todos o reconhecem.
O gelo e sua mão de verniz.
E sua sentença.
O olhar que lança para suas vítimas.
Que já o esperam.
A morte é o gelo.
Infantil...


Raphael Vidigal

Pintura: obra de Marc Chagall. 

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO