terça-feira, 30 de setembro de 2014

Esperança


As minhas bandanas me dizem sempre,
O quanto eu fui criança e já tive sonhos de coletivo.
O quanto eu fui um bicho
Selvagem, um leopardo: mirava a eternidade.

Hoje se acentua a bandagem,
Os pedregulhos, os rasgos.

Do único bicho que sabe:

Que irá morrer.

Raphael Vidigal

Pintura: "Mulher no Sol", de Edward Hopper. 

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO