quarta-feira, 7 de março de 2012

Canção:


“Essas semanas finais, entre o fim do verão e o começo do outono, se embaçam na memória, talvez porque nossa compreensão mútua tivesse atingido aquela doce profundidade em que duas pessoas se comunicam mais em silêncio do que com palavras” Truman Capote

Vou me desfazendo
Aos pedaços
Puro aço
Metal de anis
Anil de outubro
Sol soturno
Minuetos de Chopin
Onde perdi?
A lua cheia se esgueira
Qual uma serpente
Abocanha a cobra
Dentro o ovo
De Tarsila
Sois ovo ou cobra
Sombras abraçam
E lentamente
Envolvem as mãos
Em teu pescoço
És puro osso
É o fim do poço
Ainda sou moço
Foi o grito de agonia
Soterrador


Raphael Vidigal

Pintura: “Danae”, de Klimt.

Um comentário:

eumacleamaral disse...

gostei do seu jeito de escrever
é diferente do meu mais muito bom
parabéns.