sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Libre:


Liberdade não é nossa.
É a do outro.
Liberdade nossa tem ranço autoritário.

“a liberdade não resolve a culpa.” Clarice Lispector

Permitir ao outro, sim, é liberdade.

Raphael Vidigal

Pintura: Nuvens, de Vladimir Kush.

10 comentários:

Letícia disse...

Liberdade é um tema muito complexo. E se a outra pessoa não souber lidar com a liberdada dada? Qual seria a solução?
Acho que, por exemplo, quando existe amor, nós não nos sentimos presos.

Nathacha disse...

Olá! No momento estou apenas te seguindo, mas prometo voltar e comentar em breve suas postagens!Agradeceria se seguisse o meu blog, assim criamos um vínculo que facilite a divulgação de ambos os blogs! passa lá?
http://medicinepractises.blogspot.com/

Garutti disse...

Realmente a liberdade é uma coisa muito complexa. Muitas vezes não podemos ter total liberdade, porque tiramos o direito da liberdade de outra pessoa.
Embora sejamos livres por natureza, alguns atos nos prendem em uma cela imaginária.

Suzy Carvalho disse...

liberdade eh pouco o q eu quero ainda nao tem nome (C.L.)

o fato eh q sempre vamos estar presos aquilo q nos faz correr, nos faz esperar, nos faz querer gritar.
liberdade eh utopia

Ricardo Takahashi disse...

A minha liberdade termina onde começa a sua

Macaco Pipi disse...

a liberdade se conquista

T.S. Frank disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
T.S. Frank disse...

Olá!!!
Liberdade é um termo em extinção. Ou será que algum dia o ser humano foi realmente livre? Quem sabe quando podia andar por aí, caçando e colhendo frutinhas. Na verdade, tanto lutamos por liberdade que acabamos por ficar escravos da ideia que ela nos passa - fazer tudo o que temos vontade. Mas isso nunca vai acontecer, porque somos seres coletivos e vivemos numa espécie de 'efeito dominó'. Quem sabe, no dia que tivermos a consciência que liberdade nada mais é do que apenas viver em paz, respeitando e aproveitando as pequenas coisas da vida, a utopia não vire realidade.

T.S. Frank
www.cafequenteesherlock.blogspot.com

Alessandra Rezende disse...

"Liberdade não é nossa, é a do outro"
exemplifica bem o que a T. S. Frank explica. Talvez nós não conseguimos tocar a liberdade por estarmos sempre presos nas idealizações q fazemos dela, entrelaçados uns aos outros para vivermos, presos por negar liberdade ao outro. Acho q podemos ver liberdade no outro por idealizarmos ela... por querermos q ela exista e q haja a possibilidade de atingí-la. Vemos o outro livre, como vemos mais flores no jardim dele.
Mas sentir mais liberdade é possível quando conquistamos mais coisas para nossa vida, conseguimos ser mais autônomos, mais competentes e mais sábios q antes. O prazer q isso provoca é o q chamo de sentir a liberdade.

Jaque disse...

Passei pelo seu blog por causa da imagem de de Vladimir Kush, vi outra de Salvador Dali, resolvi ler seus poemas, excelentes, os vários q li.
Fiquei encantada em como realmente se é possível dizer mto com poucas palavras, em como é possível levantar reflexões pertinentes sem delongar demais.