quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Liberdade, liberdade abre as asas sobre nós:


Eu não concordo com tudo
que escrevo ou falo



você já sentiu ódio de deus?

entre o esforço e o talento há um abismo.

é horrível fazer o que se espera de si.

Saudade das poesias de Manuel Bandeira.

O que mais dói é a naturalidade.
brigas que nos tornaram mais humanos, mais carentes e mais suscetíveis a fragilidades.

Raphael Vidigal

Pintura: Equestrienne, de Marc Chagall.

5 comentários:

Leo Mad disse...

olá nós do blog Madness agradecemos pela sua visita, já estamo te seguindo também.

MADNESS - O BLOG DA LOUCURA!

Carolina Mello disse...

seguindo ;)

Kamilla de Muinck disse...

Adorei seu blog, estou seguindo. Abraços ;*

Alessandra Rezende disse...

Q bom q Manuel Bandeira te deixa saudades... quer dizer q suas poesias são boas. Acho q são ótimas, simples, diretas e cheias de sentimentos, como nao consegui ver em nenhuma outra.

Esta parte foi a q mais gostei: "O que mais dói é a naturalidade.
brigas que nos tornaram mais humanos, mais carentes e mais suscetíveis a fragilidades".
brigas nos machucam.

Bjos!!

Amanda Lemos disse...

Muito interessante o blog !
Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;

www.bolgdoano.blogspot.com

Muito Obrigada, desde já !