domingo, 22 de agosto de 2010

Num deserto:


“O sonho encheu a noite
Extravasou pro meu dia
Encheu minha vida
E é dele que eu vou viver
Porque sonho não morre.” Adélia Prado


Sentei ao seu lado mais por acaso que por alguma intenção direta.
Eu não sabia quem você era nem fazia idéia de em quem iria se transformar.
Eu te olhei como olhava sempre qualquer pessoa ao meu lado.
Só que dessa vez senti uma emoção diferente um brilho se partiu e um coração se juntou.
Senti uma emoção diferente que me deixou meio brilho partido de olhos puxados coração colado.
Coração que cola me chama amor.

Raphael Vidigal

8 comentários:

Alessandra Rezende disse...

Eu te amo tantooo, Raphael !!!!!!!!!

^^

"Só que dessa vez senti uma emoção diferente um brilho se partiu e um coração se juntou".

Maravilhoso, meu amor!!!! Maravilhoso!

A imagem também gostei rsrs

Musa disse...

Encontrar amor sem procurar.
Aleatoriamente.
Procurar que complica tudo.

Alien disse...

"O amor é uma flor roxa, que nasce no coração dos trouxas!"

Anônimo disse...

lindoooooooooooo
parabens
=]

M. van Petten disse...

Lindo texto.

Pedro disse...

ooooooooooooooooo trem xonado sô!!!

Se eu fosse mulher provavelmente estaria chorando agora..rsss...

Belas palavras Lobão!

DIEGO SCORVO disse...

Vamos fazer o seguinte, não te cobro por cada comentario meu, se você continuar a escrever assim!

Abraços cara !!!

Ricardo Takahashi disse...

Eu li esse trecho com cabeça inclinida e cara de bobo como de quando se vê novela