quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

destino


ninguém nos alcança no ponto nevrálgico do esquecimento
no ponto em que o terror torna-nos martelo – pois para o ser
que temos nada mais existe além de um sono lento – somos
só o ranger de dias macilentos a desembotar em fio de vento


Raphael Vidigal

Imagem: cena do espetáculo de dança "Terreiro", fotografada por Chris Birchal. 

Seja o primeiro a comentar

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO