quarta-feira, 22 de julho de 2015

Miragem



Olhos de bem-te-vi
            Boca de beija-flor

            Nariz de andorinha

E no sorriso: O amor.

            O sal no corpo de mar
                        Deixa transparecer que a água

Que voa, e vem da chuva,
            Traz colheita, mas também tempestade.

            Carrega os raios nas pontas das orelhas,
                                   E desafia os andaimes.

Colore o mundo com as flores,
                                                           E oferece a coragem.

            Alguns a chamam de sonho,
                        Mas o seu nome é miragem.

Acredita no cinema-mudo
E nas palavras que não se limitam aos dicionários.


 Raphael Vidigal

Pintura: obra de Marc Chagall. 

2 Comentários:

Alessandra Prado Rezende disse...

"Carrega os raios nas pontas das orelhas"
Tem as mãos geladinhas
Não come carne
"Traz colheita, mas também tempestade"
É pequenininha, mas tem coragem
Os olhos nem sempre atentos ao amor
Nem sempre dócil, mas...
"No sorriso: o amor."

Alessandra Prado Rezende disse...

"Carrega os raios nas pontas das orelhas"
Tem as mãos geladinhas
Não come carne
"Traz colheita, mas também tempestade"
É pequenininha, mas tem coragem
Os olhos nem sempre atentos ao amor
Nem sempre dócil, mas...
"No sorriso: o amor."

  ©Caminhos dos Excessos. Template e layout layla-imagem banner: tela de Salvador Dali

TOPO